Ansiedade dos estudantes diante da expectativa do exame vestibular

The anxiety of students at the expectation of attending colleges’ entrance examination

La ansiedad de los estudiantes ante la expectativa del examen de ingresso a la universidad

Adriana Benevides SoaresI; Janaína Siqueira Rodrigues MartinsII

IUniversidade Salgado de Oliveira, UNIVERSO, Rio de Janeiro-RJ, Brasil
IIUniversidade Gama Filho, Rio de Janeiro-RJ, Brasil

RESUMO

O presente estudo investigou a ansiedade dos jovens estudantes de escolas particulares de um estado do Brasil em relação ao exame vestibular. A amostra foi composta por 124 estudantes do ensino médio participantes do vestibular seriado PISM (Processo de Ingresso Seletivo Misto), sendo 66 do gênero feminino e 58 do gênero masculino, 69 alunos do 1º ano do ensino médio e 55 do 3º ano. Os estudantes responderam a um questionário sócio-demográfico e ao Inventário de Ansiedade Traço-Estado (IDATE) na suas próprias salas de aula. Foi observada uma diferença significativa quanto ao gênero (p=0,036) sendo que foi encontrado um maior nível de ansiedade-estado nas mulheres do 1º ano comparativamente aos rapazes do 1ºano (p=0,004). O mesmo resultado foi encontrado com relação à ansiedade-traço: moças do 1º ano são mais ansiosas do que rapazes do 1º ano (p=0,000).

Palavras-chave: ensino médio, estudantes, Inventário de Ansiedade Traço-Estado.


ABSTRACT

This study investigated the anxiety of private schools students at the expectation of attending colleges’ entrance examination in one Brazilian state. The sample consisted of 124 high school students participating in the PISM series of examination (Joint Selective Admission Process). They were 66 females and 58 males, 69 students from the 1st year and 55 from the 3rd year. Students answered a sociodemographic questionnaire and the State-Trait Anxiety Inventory in their respective classrooms. A significant difference regarding gender (p=0.036) was found, women from the 1st year presented higher levels of state-anxiety compared to men from the 1st year (p=0.004). The same result was found with respect to the trait-anxiety, women from the 1st year were more anxious than men from the 1st year (p=0.000).

Keywords: secondary education, students, State Trait Anxiety Inventory.